A gravidez é um período muito importante para as futuras mamães, ainda mais se for a primeira gestação. Durante os 9 meses, o feto passa por uma série de transformações fisiológicas, e ao final deste período, ocorre o nascimento do bebê.

Mas para que neste nascimento não haja surpresas desagradáveis, é necessário que a gestante tome certos cuidados importantes. É importante evitar atividades físicas extenuantes, e também é necessário monitorar a alimentação.

Ter uma boa alimentação é crucial pelo fato de que, tudo que a mãe ingere, o bebê também estará ingerindo. Então para que não haja má formação fetal, é interessante priorizar o consumo de alguns alimentos específicos.

A seguir estaremos mostrando quais são os principais alimentos a serem consumidos, mas antes, falaremos rapidamente, de quais são os alimentos a serem evitados na gestação.

Alimentos que devem ser evitados

Carne mal passada: pode conter vermes e bactérias em sua composição, logo, procure cozinhar bem este tipo de alimento.

Bebidas alcoólicas: as bebidas alcoólicas podem provocar má formação fetal, podendo impedir um bom crescimento do feto. E apesar de não ser um alimento, o cigarro também deve ser evitado, pois o mesmo assim como o álcool, provoca sérios danos ao feto.

Leite cru: leite não pasteurizado pode conter diversas bactérias danosas ao organismo.

Cafeína: alimentos ricos em cafeína, como o café, devem ser consumidos moderadamente. Isso porque, o excesso de cafeína pode fazer com que o bebês nasça desnutrido e abaixo do peso.

Alimentos a serem priorizados

Ricos em ácido fólico: o ácido fólico é um dos, ou senão o principal nutriente a ser consumido durante a gestação. Este poderoso nutriente, contribui com a formação fetal, propiciando um bom desenvolvimento do feto. O ácido fólico ajuda a prevenir possíveis danos ao feto, e em suma, o bebê é imunizado de possíveis deficiências físicas ou mentais.

Ovos: o ovo é rico em minerais e vitaminas, no total, são mais de 12 substâncias. Além disso, o ovo possui luteína, nutriente este que age na proteção dos olhos da gestante e do bebê.

Peixes do mar: peixes como sardinha, salmão e atum, são ricos em diversos nutrientes importante para a gestantes, como é o caso do ômega 3. Este é um antioxidante essencial que age em diversos âmbitos e processos do corpo humano, e inclusive na formação fetal.

Laranja: a laranja é uma fruta rica em vitamina C, nutriente este essencial para a nossa saúde. A vitamina C está associada diretamente à manutenção da imunidade do corpo humano; e além disso, a mesma também atua na formação fetal. (Artigo recomendado: benefícios da laranja).

Chá verde: o chá verde é uma bebida bastante cultuada hoje em dia, e olha que desde a antiguidade, nossos ancestrais apreciam este alimento. Além de possuir inúmeras propriedades cientificamente comprovadas, o chá verde ainda age de maneira benevolente, protegendo o feto de possíveis danos, e dando manutenção à saúde da gestante.

Os médicos recomendam o consumo do chá verde para todas as pessoas por pelo menos 3 vezes na semana. O chá verde é um excepcional antioxidante, sendo ele associado à prevenção de inúmeras complicações, e inclusive doenças severas como o câncer por exemplo.