O Dia 2 de Abril é considerado o Dia Mundial da Consciencialização do Autismo. A síndrome é uma desordem global do desenvolvimento, que afecta a capacidade da pessoa de comunicar, estabelecer relacionamentos e responder apropriadamente ao ambiente. Para discutir o assunto, a Associação dos Pais e Amigos do Autista (ASSISTA), com o apoio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), promove no próximo sábado (2) o I Encontro dos Amigos do Autista.

O evento será destinado aos profissionais, pais e familiares interessados no tema e vai acontecer no auditório do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), a partir das 8h30. Na ocasião, serão abordados temas sobre o diagnóstico do autismo conforme o Protocolo DSM-IV (Manual Diagnóstico e Estatístico dos Distúrbios Mentais) da Associação Americana de Psiquiatria, métodos existentes e abordagem interdisciplinar para o tratamento das pessoas com autismo.

Até o momento, os pesquisadores ainda não identificaram claramente os factores que causam o autismo. No entanto, terapeutas e pais têm experimentado diversas formas de ajudar as pessoas com o autismo. Muitas abordagens de tratamento têm sido desenvolvidas, cada uma com diferentes filosofias e metodologia.

Segundo o gerente do Núcleo do Programa de Atenção à Saúde da Pessoa com Deficiência (GNAPD), Ernestino Veiga, o curso é uma oportunidade para profissionais, pais e demais familiares receberem informações sobre a conduta que devem adotar em relação ao desenvolvimento do portador de autismo e sua integração social.

Para prestar assistência às pessoas com autismo, Alagoas conta instituições que fazem tratamento de reabilitação neuro-sensorial, a exemplo da Pestalozzi, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), da Associação de Equoterapia de Alagoas (AEA) e do Complexo do Complexo Multidisciplinar de Equoterapia Tarcizo Freire em Arapiraca, entre outras.

Fonte:Sesau